Juliano Moreira

Juliano Moreira era baiano, negro e pertencente a uma família pobre. Trabalhava na casa do Barão de Itapuã, seu padrinho. Ingressou na Faculdade de Medicina da Bahia logo jovem, aos 13 anos, graças ao Barão que era professor e médico da mesma faculdade.

Fez cursos preparatórios sobre doenças mentais, frequentou diversos asilos da Europa antes de se formar e foi professor . Juliano se formou aos 18 anos. De 1903 a 1930 participou da administração do Hospital Nacional dos Alienados, mais tarde transferido para uma Colônia em Jacarepaguá, ao lado de Rodrigues Caldas.

Humanizou o tratamento psiquiátrico, encerrou o aprisionamento de pacientes, fundou a Sociedade Brasileira de Psiquiatria, Neurologia e Ciências Afins e apresentou novos modelos de assistência psiquiátrica.
Sua participação no contexto científico foi notável, é considerado o fundador da disciplina psiquiátrica no Brasil. Também lutava contra a crença da época de que doenças mentais teriam ligações com a cor da pele, sendo sua posição minoritária entre médicos. A colônia em que fez seu maior trabalho leva seu nome, em homenagem a sua grande figura.

Imagem: Domínio público / Acervo Arquivo Nacional

Fale Conosco

Rua Alberto Soares Sampaio, 72 - Taquara (acesse o mapa)
(21) 3256 5641 |21 96429 7838
Horário de funcionamento:
terça a quinta - das 17h às 22h | sexta e sábado - das 17 às 23h
E-mail: contato@casadeculturajpa.com.br